junho de 2017

Vereadores aprovam Projeto que reajusta salário dos servidores da Câmara  

 

Na sessão da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, na manhã desta quarta-feira (07/06), presidida pelo 1º vice-presidente, vereador José Bernardo Gomes Cabral (PSD), os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei nº 016/2017, de autoria da mesa diretora do Poder Legislativo, que concedeu reajuste salarial aos servidores públicos da Câmara Municipal.

O projeto que já tramitava nas comissões permanentes foi levado à votação e foi aprovado pela totalidade dos presentes. Com a sua aprovação, os vereadores deram autorização ao presidente da Câmara Municipal a conceder reajuste salarial aos vencimentos dos servidores públicos do Legislativo, com o escopo de preservar o valor aquisitivo da moeda e recompor as perdas ocasionadas pelo processo inflacionário, no percentual de 08,50%.

 O presidente em exercício na sessão plenária desta quarta-feira (07), vereador Bernardo Cabral disse que a aprovação do projeto que reajusta os salários dos servidores do Poder Legislativo corrige o percentual anual e ainda ultrapassa quase 2% de aumento efetivo em favor dos funcionários da Câmara Municipal. E, ainda enalteceu a iniciativa do presidente Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), dizendo que o reajuste era necessário e representa respeito ao trabalhador e valorização profissional a todos os servidores da casa.

“Parabéns ao presidente Agnaldo da Saúde pela iniciativa, parabéns toda a mesa diretora da Câmara e estão de parabéns todos os 19 vereadores do parlamento pela aprovação. Esse Projeto de Lei vem a beneficiar aos servidores deste Poder Legislativo, tendo em vista a necessidade do reajustamento salarial em função dos serviços prestados a este parlamento”, destacou o vereador Arnaldo Ribeiro “Arnaldinho” (PT).

O Projeto de Lei já foi encaminhado para o Poder Executivo Municipal, para que se torne Lei e, após sancionada beneficiará todo o quadro de funcionários da Câmara Municipal. O prefeito Temóteo Alves de Brito (PSD) tem 15 dias para sancionar a Lei e caso neste prazo não ocorra à sanção do Executivo, o presidente Agnaldo Teixeira Barbosa poderá promulgar a Lei.

 Para o presidente da Câmara Municipal, Agnaldo da Saúde, o Legislativo aprovou o projeto levando em consideração que o reajuste é direito do trabalhador. “Sabemos que todo o Brasil passa por dificuldades e a nós, do Poder Legislativo, cabe aprovação por se tratar do direito do trabalhador público. Já oferecemos vale transporte ao servidor, inauguramos a Rádio Câmara, criamos o portal da Câmara, levamos o legislativo para as redes sociais, dinamizamos a transparência do legislativo, estamos revitalizando a estrutura física e tecnológica da Câmara e agora estamos reajustando o salário dos servidores com efeitos retroativos a 1º de março”, ressaltou o presidente Agnaldo da Saúde.


Imprimir Facebook Twitter Google