novembro de 2017

Presidente Agnaldo da Saúde propõe o “Tíquete Feira – Moeda Social” para servidores do Município

 

 

Na sessão ordinária de quarta-feira do último dia 1º de novembro, o presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), teve aprovada uma proposição legislativa que autorizou ao Poder Executivo Municipal a implantar o projeto “Tíquete Feira – Moeda Social” no município de Teixeira de Freitas.

 

A proposição do presidente Agnaldo da Saúde prevê que o programa “Tíquete Feira – Moeda Social” alcance todos os servidores do município, que receberão vales que podem ser usados para compras nas feiras livres da agricultura familiar e nos mercados de feira livre.

Além de beneficiar os funcionários municipais e suas famílias, que podem consumir produtos frescos e saudáveis produzidos no campo, a medida favorece diretamente agricultores e agricultoras familiares, ampliando a movimentação nas feiras, canais de comercialização importantes para eles.

Conforme o vereador Agnaldo da Saúde, o “Tíquete Feira – Moeda Social” vai ajudar a fortalecer a cultura da mercadoria fresca a preços justos. Além das opções de adquirir verduras, frutas, legumes, produtos das agroindústrias familiares, como doces, bolos, biscoitos, salgados, pães, linguiça, café e produtos orgânicos que serão vendidos, a preços justos, nas feiras onde o tíquete poderá ser usado.

 

De acordo com o autor da proposta, vereador Agnaldo da Saúde, a circulação da Moeda Social nas feiras de Teixeira de Freitas vai ter um caráter politico de grande envergadura uma vez que dará visibilidade a Moeda Social, e servirá também como um Grande Piloto na possibilidade de interação entre a educação de jovens e adultos, a economia solidária e a comunidade, utilizando-se de conhecimentos teóricos e práticos que despertem no aluno o desejo de se desenvolver e melhorar seu ambiente de vida através de ações solidárias.

 

Segundo o presidente Agnaldo da Saúde, o tema Moeda Social foi escolhido devido a sua possibilidade de fazer com que o aluno vivencie a economia solidária e perceba que ela é possível. Onde todos podem e devem fazer parte e a ação de cada indivíduo é essencial para o coletivo. E o tema é ainda mais relevante devido ao grande índice de baixa autoestima, falta de oportunidades de emprego e o alto número de alunos de inclusão que muitas vezes são totalmente excluídos de uma comunidade que não lhes dão reais condições de trabalho.

 

Agnaldo da Saúde ainda salienta que o tíquete feira, benefício que prevê a concessão aos servidores municipais, ajudará no crescimento das vendas de hortifrutigranjeiros. “Uma vez implantado, não tenho dúvidas, que será um sucesso, tanto para quem portar o tíquete, quanto para o feirante. Muita gente que não costuma ir a feira, começará a aparecer, utilizando o tíquete para pagar as suas compras. Será um grande incentivo ao comércio de hortifrutigranjeiros”, concluiu o vereador Agnaldo da Saúde. (Por Athylla Borborema).


Imprimir Facebook Twitter Google