junho de 2017

Moradores do Córrego do Mutum reclamam da falta de água no rio Itanhém

 

Na manhã desta segunda-feira (05), em visita à comunidade do Córrego do Mutum, a equipe de comunicação da Câmara Municipal entrevistou alguns moradores para ouvir seus relatos sobre a situação da crise hídrica na região.

Na próxima quinta-feira (08), haverá uma reunião no Plenário Francistônio Pinto, presidida por Agnaldo Teixeira (PR) a respeito dessa temática, que tem sido motivo de preocupação mundial.

A senhora Isabel Maria de Jesus, relatou que mudou para aquela região com seu falecido marido háa cerca de 50 anos, onde só existia Mata Atlântica. Segundo ela, resolveram construir sua casa ao lado de uma nascente que, com o passar do tempo e a chegada do eucalipto, a nascente que existia ao lado de sua residência secou, dificultando o cultivo e o plantio de hortaliças.

Entrevistando um outro morador da região, conhecido como Val Alarmex, este afirma que teve de se adaptar com a seca da nascente. “Para suprir essa necessidade de água, tive a ideia de abrir dois poços artesianos, criei dois tanques para criação de peixes e reutilizo essa água para irrigação da lavoura”.

Os moradores agradeceram a iniciativa da Câmara Municipal em promover esta reunião com a população e disseram estar motivados a comparecer ao evento que será às 19:00 h, da quinta-feira (08).

 


Imprimir Facebook Twitter Google