abril de 2017

Projeto de Lei de Jonathan Molar prevê criação do “Cidade Limpa”

 

 

Em sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, sob a presidência do vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), o plenário apreciou e encaminhou para as comissões permanentes, o Projeto de Lei do Legislativo nº 006/2017, de autoria do vereador Jonathan de Oliveira Molar (SD), que dispõe sobre a criação do Projeto “Cidade Limpa”.

 

O vereador Jonathan Molar explica que a principal ferramenta do projeto é a educação ambiental (EA), através da qual espera-se sensibilizar a população local sobre o risco aviário e sua relação com o descarte de lixo em locais inadequados, obtendo resultados de médio e longo prazo que gerem mudanças comportamentais diretamente relacionadas aos os fatores de atração de aves, principalmente urubus, nas ruas e avenidas da cidade.

 

Sendo aprovado e sancionado pelo prefeito municipal, o cronograma anual do Projeto do vereador Jonathan Molar inclui inúmeras atividades, como gincana de recicláveis, concurso de redação, campanha publicitária e palestras. E um longo trabalho de conscientização para não jogar lixo em locais impróprios, não descartar lixo doméstico nas caçambas de entulhos espalhadas pela cidade, pois o entulho é descartado em locais diferentes do lixo doméstico e etc.

 

“O objetivo do Projeto “Cidade Limpa” é trazer dignidade para os habitantes das cidades. O que estamos propondo neste projeto é a volta a convivência pacífica entre as pessoas, com a gentileza do ser humano para com os demais e para com o meio ambiente”, salientou o vereador Jonathan Molar.

 

Na mesma sessão plenária o vereador Jonathan Molar ainda teve o Projeto de Lei do Legislativo nº 07/2017, apreciado pelo plenário e também encaminhado para as comissões permanentes, que dispõe sobre a padronização do uniforme escolar na rede municipal de ensino. Conforme o parlamentar, boa parte das escolas opta pelo uso do uniforme escolar para as crianças e adolescentes. E trata-se de um item prático, já que as roupas do dia a dia são caras e desgastam com facilidade.

 

“Os uniformes, além de padronizar os alunos ainda trazem as cores, o nome e o símbolo da escola. O uniforme é importante já que evita que a sala de aula se transforme em um local multicolorido que chame a atenção pelas roupas e não pelo conteúdo. Além disso, usar o uniforme faz com que o aluno desenvolva o sentimento de que pertence e faz parte ativa de um grupo. Isso ajuda a desenvolver a parte social das crianças. Além de tudo isso, o uniforme serve para igualar todas as classes sociais dentro da escola para não haver distinção entre ricos e pobres. Todos estão lá para aprender, independente da classe social, todos são iguais e é isso que as crianças devem aprender”, destacou o vereador Jonathan Molar.

 

O vereador Jonathan Molar também foi autor de uma proposição legislativa em que foi aprovada pela unanimidade dos colegas vereadores, que requer do chefe do Poder Executivo Municipal, a criação de um projeto que possa absorver a mão de obra de muitos moradores de ruas, que estão na rua porque estão desempregados e não possuem se quer um teto para morar. A sua solicitação ao executivo é no sentido de amparar estas pessoas lhes oferecendo vida digna com a geração de emprego e renda.

 

O parlamentar ainda teve aprovada uma outra proposição legislativa que indicou o chefe do Poder Executivo Municipal, a criação do COMEL – Conselho Municipal de Esporte e Lazer. De acordo com o vereador Jonathan Molar, a criação da unidade se faz necessário, porque trata-se de um órgão colegiado de caráter consultivo, deliberativo, normativo, propositivo, fiscalizador, controlador, orientador, gestor e formulador das políticas públicas de esporte e lazer no município e, com prerrogativas para desenvolver estudos, projetos, debates, pesquisas relativas à situação do esporte e lazer no município.

 

Podendo ainda propor e acompanhar a realização de seminários, cursos e congressos sobre assuntos relativos ao esporte em geral, divulgando amplamente suas conclusões à população e aos usuários dos serviços abordados. Podendo contribuir com os demais órgãos da administração municipal no planejamento de ações concernentes a projetos esportivos e de lazer. Além de poder analisar propostas e sugestões manifestadas pela sociedade e opinar sobre denúncias que digam respeito a programas, projetos, competições e eventos culturais da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 


Imprimir Facebook Twitter Google